Saúde do Papagaio – Doenças Relativas aos Olhos

Os papagaios podem ter muitos tipos diferentes de problemas oculares; este artigo irá descrever algumas das ameaças reais aos seus papagaios.

A) Conjuntivite – É causada por uma infecção bacteriana nos pulmões associada a fatores ambientais (poeira, compartimentos com correntes de ar e gases irritantes), deficiências nutricionais (a vitamina A é frequentemente citada, embora nenhuma evidência experimental específica apóie essa visão) ou trauma e pode estar associada à ceratite ulcerativa. A conjuntivite é bastante fácil de notar com uma crosta nos olhos normalmente acompanhada de um tecido vermelho e inchado começando na pálpebra. Um veterinário de aves diagnosticaria e normalmente trataria essa condição usando antibióticos.

B) varíola aviária – uma infecção viral frequentemente com sintomas semelhantes de conjuntivite, embora seja comum ser acompanhada por formações inchadas e bolhas na pálpebra.

C) Doença de Marek – Está em um grupo de vírus do herpes e mais mortal, embora uma vacina (Zovirax, normalmente usada para catapora em humanos) possa ser útil para eliminar a propagação da doença de Marek, geralmente é tarde demais para salvar a ave infectada. Existem 4 tipos de Marek (forma cutânea), Neural (forma nervosa), Visceral (forma de órgão interno) e Ocular (forma de olho). O tipo Visceral (forma de órgão interno) é mais comumente encontrado em galinhas, mas pode se espalhar muito rapidamente para outras aves (papagaios) Esta doença é normalmente transmitida por caspa e contato próximo.

D) Uveíte – É a inflamação do olho e pode ser um indicador de problemas internos muito mais graves. Trauma, lesão penetrante, doença sistêmica, condição autoimune e micose, distúrbios bacterianos ou virais são causas de uveíte em aves.

E) Catarata – Várias causas de catarata, incluindo dieta pobre (baixa vitamina e), isso também tem sido associado à exposição prolongada à luz artificial, senescência, trauma, anormalidades do desenvolvimento, distúrbios genéticos, deficiência nutricional, radiação, radiação UV e fatores inflamatórios. A boa notícia é que uma operação para remover a catarata conhecida como Lensectomia por punção e aspiração com agulha, e extração extra capsular convencional ou facoemulsificação ultrassônica pode ser bem sucedida em aves.

F) Glaucoma – Glaucoma raramente foi relatado em aves. A identificação do glaucoma na maioria das espécies de aves é problemática devido ao pequeno tamanho de seus olhos, dificultando ou impossibilitando até mesmo o uso de equipamentos de teste com pontas pequenas quando o glaucoma é encontrado, geralmente devido a trauma e iatrogenia resultante associada à cirurgia de catarata

G) Degeneração da córnea – Em aves de estimação, a deposição de cristais no estoma da córnea é relatada como o segundo distúrbio ocular mais frequente em aves de estimação.

Deixe um comentário